As melhores práticas para escrever código limpo em JavaScript

COMPARTILHAR:

O JavaScript é uma linguagem poderosa e versátil amplamente utilizada no desenvolvimento web. Contudo, a manutenção de um código limpo e legível em projetos JavaScript pode ser desafiadora. Adotar boas práticas é fundamental para garantir a eficiência, a colaboração e a escalabilidade do código. Neste artigo, exploraremos algumas das melhores práticas para escrever código limpo em JavaScript.

1. Siga as Convenções de Nomenclatura:

Escolher nomes significativos para variáveis, funções e classes facilita a compreensão do código. Dessa forma, utilize camelCase para identificadores de variáveis e funções, e PascalCase para nomes de classes.

// Exemplo de boa prática de nomenclatura
let usuarioAtivo = true;

function calcularSoma(a, b) {
  return a + b;
}

class Pessoa {
  //...
}

2. Mantenha o Código Conciso:

Evite códigos extensos e complexos. Quebre tarefas complexas em funções menores e mais gerenciáveis. Isso não apenas melhora a legibilidade, mas também facilita a reutilização de código.

pacote fullstack danki code
// Evite códigos extensos
function processarDados(dados) {
  // ...
  // Código longo e complexo
  // ...
}

// Prefira funções mais concisas
function processarDados(dados) {
  const dadosFiltrados = filtrarDados(dados);
  const dadosProcessados = processar(dadosFiltrados);
  return dadosProcessados;
}

3. Utilize Comentários com Moderação:

Comentários devem ser usados para explicar decisões de design ou esclarecer partes complexas do código. Portanto, evite comentários óbvios e mantenha-os atualizados para refletir o estado atual do código.

// Evite comentários óbvios
let total = 0; // Inicializa total com 0

// Prefira comentários explicativos
let total = 0; // Inicializa o total para armazenar a soma dos valores

4. Gerencie Dependências com npm ou Yarn:

Use gerenciadores de pacotes como npm ou Yarn para gerenciar dependências. Mantenha um arquivo package.json bem organizado, listando as dependências e scripts de construção.

CURSO GRATUITO DE DESENVOLVIMENTO WEB
// Exemplo de package.json organizado
{
  "name": "meu-projeto",
  "version": "1.0.0",
  "dependencies": {
    "express": "^4.17.1",
    "lodash": "^4.17.21"
  },
  "scripts": {
    "start": "node server.js",
    "test": "mocha"
  }
}

5. Utilize ‘Strict Mode’:

Ative o modo estrito (‘strict mode’) no topo de seus arquivos JavaScript para ajudar a encontrar e corrigir erros comuns. Então, o modo estrito torna mais fácil escrever código seguro e evita comportamentos inesperados.

"use strict";

// Seu código aqui

6. Teste o Código Regularmente:

A implementação de testes automatizados ajuda a identificar bugs e garante que as alterações no código não quebrem funcionalidades existentes. Frameworks como Jest e Mocha são amplamente utilizados para testes em JavaScript.

CURSO GRATUITO DE PYTHON
// Exemplo de teste usando Jest
test('soma 1 + 2 é igual a 3', () => {
  expect(soma(1, 2)).toBe(3);
});

Conclusão:

Portanto, escrever código limpo em JavaScript não apenas torna o desenvolvimento mais eficiente, mas também facilita a colaboração e a manutenção a longo prazo. Então, adotar as melhores práticas mencionadas, como seguir convenções de nomenclatura, manter o código conciso, utilizar comentários com moderação, gerenciar dependências eficientemente, ativar o modo estrito e implementar testes regulares, contribuirá para um código mais robusto, legível e fácil de manter. Dessa forma, ao cultivar o hábito de escrever código limpo, os desenvolvedores estão investindo na sustentabilidade e na qualidade de seus projetos JavaScript.

Leia o livro: Código limpo: Habilidades práticas do Agile Software

COMPARTILHAR:
brayan

Brayan Monteiro

Bacharel em Sistemas de Informação pela Faculdade Maurício de Nassau e desenvolvedor PHP. Além de programador, produzo conteúdo e gerencio blogs. Sou especialista em desenvolvimento de software, SEO de sites e em negócios digitais.