Composer: o que é e como instalar

COMPARTILHAR:

Hoje vamos falar sobre uma das ferramentas mais importantes do PHP: o gerenciador de dependências, Composer.

Se você já programa em PHP há algum tempo, sabe como as bibliotecas PHP podem ajudá-lo a economizar trabalho e tornar seu código reutilizável. No passado, adicionar bibliotecas ao PHP era mais difícil, o que levou a muitas reinvenções da roda para funcionalidades comuns. Por exemplo, o Database Abstraction Layer (DAL) é uma ferramenta essencial para qualquer aplicação PHP, mas não existe uma biblioteca ou pacote padrão, então muitas pessoas acabam desenvolvendo seus próprios.

Certamente havia muitas opções disponíveis na época, mas era difícil adicionar dependências, acompanhá-las e gerenciar seu aplicativo a longo prazo. É aqui que entra um gerenciador de dependências como o Composer. Na verdade, antes do Composer, havia uma ferramenta popular chamada PEAR para gerenciar extensões e bibliotecas PHP. Mas tem suas próprias limitações, e o Composer foi criado para resolver esse problema.

Em suma, precisamos de uma ferramenta que possa ser usada para instalar bibliotecas e gerenciar dependências de aplicativos. O Composer faz isso bem. É um gerenciador de pacotes de nível de aplicativo para PHP que ganhou enorme popularidade e se tornou o padrão de fato para gerenciar dependências em aplicativos PHP.

O que é o composer?

Composer é uma ferramenta de gerenciamento de dependência em PHP. Ele permite que você declare bibliotecas das quais seu projeto depende e as gerenciará (instalará/atualizará) para você.

É importante observar que o Composer permite que você instale as bibliotecas necessárias para cada projeto. Ele permite que você use diferentes versões da mesma biblioteca em diferentes projetos PHP. Claro, você também pode optar por instalar a biblioteca globalmente, mas isso não é recomendado. Se você já ouviu falar de npm para Node.js ou Bundler para Ruby, o Composer é para PHP.

Para instalar e usar bibliotecas gerenciadas pelo Composer, você simplesmente as declara em um formato padrão em seu projeto, e o Composer gerencia o resto. Por exemplo, se você deseja instalar a biblioteca phpmailer usando o Composer, basta executar o seguinte comando no diretório raiz do seu projeto.

$composer require phpmailer/phpmailer

Isso instalará a biblioteca phpmailer e suas dependências no diretório do fornecedor do projeto. Mais importante, ele também cria arquivos composer.json e composer.lock, que são usados ​​para rastrear as dependências do projeto.

Na verdade, o Composer se tornou o padrão global quando se trata de gerenciar bibliotecas PHP de terceiros. Frameworks PHP populares, como Symfony, Laravel, Drupal e outras, adotaram fluxos de trabalho baseados no Composer em seu ciclo de vida de desenvolvimento.

Na próxima seção, veremos como instalar o Composer.

Como instalar o Composer

Ao instalar o Composer, existem dois métodos. Você pode instalá-lo localmente ou globalmente por projeto.

A melhor maneira de instalar o composer sempre será a que estiver na documentação oficial. Não adianta eu colocar um método que funcione hoje enquanto escrevo este artigo, se isso pode mudar daqui a um mês.

Então, para instalar o Composer, acesse a documentação oficial.

image
Documentação oficial composer: como instalar o composer

O que é Packagist?

Agora que você conhece o básico do Composer e como instalá-lo. A próxima pergunta é: como você sabe quais bibliotecas podem ser instaladas com o Composer? O Composer possui algum repositório central mantendo uma lista de bibliotecas disponíveis?

Sim: Packagist.

Packagist é o repositório de pacotes padrão do Composer, e quando você pede para instalar uma biblioteca específica, o Composer extrai a biblioteca e suas dependências dela. Existem centenas de bibliotecas disponíveis no Packagist, o que mostra como o Composer é popular. Em seu projeto PHP, se você precisa de um recurso que você acha que já deveria estar disponível como uma biblioteca de terceiros, então o Packagist é o primeiro lugar que você deve verificar!

Conclusão

O Composer se tornou o padrão de fato para gerenciar as dependências do projeto PHP. Neste artigo, abordamos o básico do Composer e como instalá-lo. Abaixo encontra-se um banner do melhor treinamento de PHP do mercado e lá você vai aprender a trabalhar com Composer.

Leia também: 4 melhores clientes de e-mail para Windows 11

COMPARTILHAR:
brayan

Brayan Monteiro

Bacharel em Sistemas de Informação pela Faculdade Maurício de Nassau e desenvolvedor PHP. Além de programador, produzo conteúdo e gerencio blogs. Sou especialista em desenvolvimento de software, SEO de sites e em negócios digitais.