Segurança de infraestrutura e política como código

COMPARTILHAR:

É impossível discutir para onde as tendências de DevOps estão indo sem mencionar a política como código, a escrita de código em uma linguagem de alto nível para gerenciar e automatizar políticas no processo de desenvolvimento.

Em um cenário regulatório em constante evolução, as organizações simplesmente não têm a tecnologia ou os recursos certos para dimensionar seus esforços de segurança e conformidade. A política como código fornece a agilidade necessária para lidar com regulamentações ou padrões à medida que surgem. Isso significa que novas verificações de conformidade podem ser facilmente programadas e compartilhadas com a comunidade, permitindo a colaboração organizacional e do setor.

O que é política como código?

Para esclarecer, a política como código é uma extensão da infraestrutura como movimento de código, que foi implementada nos círculos de DevOps nos últimos dez anos. Agora é a hora de a política como código entrar em ação, sair de seu nicho de território DevOps e entrar na área de tecnologia principal. Uma maior compreensão do que ela realmente é e dos desafios reais que ela resolve permitirá que a política como código seja adotada em todo o seu potencial.

A política como código originou-se dos princípios do Desenvolvimento Orientado a Testes, onde os usuários primeiro definiram o caso de negócios ou ‘estado desejado’, no código. Ao aplicar esses princípios à infraestrutura, o estado desejado é conhecido “como código” e é aplicado para testar quaisquer mudanças na infraestrutura. Com o rápido crescimento da produção de aplicativos, esse tipo de teste de pré-lançamento é vital para as organizações.

CURSO GRATUITO DE DESENVOLVIMENTO WEB

O ciclo de vida do desenvolvimento de software está sob pressão para entregar produtos ao mercado mais rapidamente. Freqüentemente, isso significa que a conformidade e a segurança são deixadas de lado e as políticas acabam sendo aplicadas manualmente, o que causa atrasos no desenvolvimento. A incorporação da política como código nos estágios iniciais de desenvolvimento garante que todas as alterações daquele ponto em diante sejam validadas. Isso significa que os riscos que podem surgir mais tarde na produção podem ser eliminados, minimizando interrupções e dando maior confiança aos negócios.

Por que precisamos disso?

Existem alguns fatores externos importantes e tendências que tornam a ‘política como código’ imperativa em nossa crescente indústria digital. O cenário de conformidade e regulamentação está crescendo em complexidade para organizações em todos os setores da indústria. As organizações nem sempre têm acesso à tecnologia ou recursos para garantir que a segurança e a conformidade cresçam com os negócios. A beleza da política como código é que ela oferece a flexibilidade necessária para cumprir os regulamentos e padrões conforme aparecem. Ele permite que verificações de conformidade sejam programadas e compartilhadas com a comunidade e para que a organização colabore com o setor em geral.

Existem vantagens significativas na automação que a política como código oferece. Mais importante ainda, ele oferece resiliência aos negócios, pois vai além da conformidade e minimiza interrupções; e também apresenta oportunidades específicas em termos de segurança.

As equipes de DevOps contam com pipelines automatizados para construir e implantar código de maneira confiável para um ambiente de produção. Atualizar a política manualmente é algo que os desenvolvedores farão de tudo para evitar. Ao adotar a política como código, as equipes podem estabelecer barreiras de segurança dentro desses pipelines para evitar grandes incidentes posteriormente na produção. Conforme os ambientes e regulamentações se tornam cada vez mais complexos e distribuídos, as organizações estão investindo em políticas como código para fornecer uma vantagem comercial significativa.

CURSO GRATUITO DE PYTHON

Quais setores se beneficiarão mais com a adoção de políticas como código?

Todas as organizações, independentemente do setor, se beneficiarão com a adoção de políticas como código. Precisamos apenas olhar para os ataques de ransomware de alto perfil em todos os setores, que são uma prova dessa necessidade. Por exemplo, em maio de 2021, o Colonial Pipeline pagou aos hackers US $ 4,4 milhões em criptomoedas após um hack que criou escassez de gás na Costa Leste. Mais tarde naquele mês, a JBS pagou um resgate de US $ 11 milhões em Bitcoin em resposta a um ataque de ransomware que interrompeu as operações de seu suprimento de carne nos Estados Unidos.

Quaisquer mudanças que acontecem em um sistema fora de um oleoduto apresentam riscos e sistemas que devem ser constantemente validados para garantir que atividades “não autorizadas” não ocorram e os sistemas permaneçam no estado desejado. Isso é vital para organizações que precisam gerenciar centenas de dispositivos diferentes em arquiteturas híbridas complexas – incluindo órgãos governamentais, bancos, seguros, saúde e organizações de energia.

Considerações importantes a serem feitas antes de decidir implementar a política como código.

Apesar de suas metas muito diferentes, os desenvolvedores seniores e os estrategistas de segurança e TI devem colaborar com o CIO ou CTO para garantir que a política, já que o código tenha objetivos mutuamente benéficos para todas as partes.

Enquanto os desenvolvedores se concentram no tempo de lançamento, TI / Ops trabalham para manter a continuidade do sistema e minimizar as interrupções. A segurança estará focada apenas nas vulnerabilidades e riscos da organização. A política como código acrescenta segurança ao ciclo de vida do desenvolvimento e abre as linhas de comunicação entre essas partes, muitas vezes díspares, para colaborar e ajudar umas às outras onde podem.

hostinger banner

Mais importante ainda, as organizações precisam combinar suas equipes para fornecer um gerenciamento de conformidade eficaz. Ao criar conformidade em todos os sistemas e aplicativos, todas as equipes de desenvolvimento – TI / Ops, segurança e conformidade – têm envolvimento igual nos testes em todos os estágios do ciclo de implantação de aplicativos.

Com ambientes e regulamentações cada vez mais complexos e o ritmo crescente de inovação, a política como código pode permitir que os sistemas tenham segurança integrada. Isso evita a necessidade de repetir processos de desenvolvimento para novos aplicativos. Não há dúvida de que, ao garantir a conformidade automatizada com as políticas, a política como código gera eficiências operacionais significativas.

Leia também: JetBrains anuncia Fleet IDE com suporte para codificação remota

curso de hacker ético
COMPARTILHAR:
brayan

Brayan Monteiro

Bacharel em Sistemas de Informação pela Faculdade Maurício de Nassau e desenvolvedor PHP. Além de programador, produzo conteúdo e gerencio blogs. Sou especialista em desenvolvimento de software, SEO de sites e em negócios digitais.