O que é MySQL? Tudo o que você precisa saber

COMPARTILHAR:

O MySQL é uma das tecnologias mais reconhecidas no ecossistema moderno de big data. Muitas vezes referido como o banco de dados mais popular, e atualmente desfrutando de uso generalizado e eficaz, independentemente do setor, é claro que qualquer pessoa que lide com dados corporativos ou TI em geral deve ter pelo menos um conhecimento básico do MySQL.

Usando o MySQL, mesmo os novatos em sistemas relacionais podem construir sistemas de armazenamento de dados rápidos, robustos e seguros em pouco tempo. A sintaxe e a interface de programação do MySQL também são a porta de entrada perfeita para o mundo mais amplo de outras linguagens de consulta populares e armazenamento de dados estruturados.

O que é MySQL?

MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional (SGBD) baseado em Structured Query Language (SQL) desenvolvido pela Oracle.

Um banco de dados é uma coleção estruturada de dados. Pode ser qualquer coisa, desde uma simples lista de compras até uma galeria de fotos ou um local para armazenar grandes quantidades de informações em uma rede corporativa. Especificamente, um banco de dados relacional é uma loja digital que coleta dados e os organiza de acordo com um modelo relacional. Nesse modelo, as tabelas consistem em linhas e colunas, e os relacionamentos entre os elementos de dados seguem uma estrutura lógica estrita. Um SGBD é apenas um conjunto de ferramentas de software usadas para realmente implementar, gerenciar e consultar esse banco de dados.

O MySQL faz parte de muitas das stacks de software mais populares usadas para criar e manter tudo, desde aplicativos da Web voltados para o cliente até poderosos serviços B2B orientados a dados. Sua natureza de código aberto, estabilidade e rico conjunto de recursos, juntamente com o desenvolvimento e suporte contínuos da Oracle, significam que as principais organizações na Internet, como Facebook, Flickr, Twitter, Wikipedia e YouTube, usam backends MySQL.

Desenvolvedor atualOracle Corporation
Desenvolvedor OriginalMySQL AB (então, brevemente, Sun Microsystems)
Versão Estável Atual8.0.29 (em 04 de maio de 2022)
Versão Original23 de maio de 1995
LicençaGPLv2 (ou proprietária)
Idioma principalC e C++
Local na rede Internethttps://www.mysql.com/
Repositório de código abertohttps://github.com/mysql/mysql-server
curso de php
Aprenda MySQL do jeito certo, com uma super didática e do conforto da sua casa!

4 chaves para entender o MySQL

Como o MySQL é o mais usado em muitos setores, usuários corporativos, de novos webmasters a administradores experientes, devem se esforçar para entender seus principais recursos. A decisão de usar esta tecnologia e comunicá-la efetivamente começa com uma revisão da usabilidade, estrutura, filosofia e usabilidade básicas do MySQL.

Formação Python Onebitcode

1. MySQL é amplamente suportado

Embora normalmente associado a aplicativos da Internet ou serviços da Web, o MySQL foi projetado para ser amplamente compatível com outras tecnologias e arquiteturas. Os SGBD são executados em todas as principais plataformas de computação, incluindo sistemas operacionais baseados em Unix, como várias distribuições Linux ou Mac OS e Windows.

A arquitetura cliente-servidor do MySQL significa que ele pode suportar uma variedade de backends, bem como diferentes interfaces de programação. Devido a semelhanças de arquitetura e linguagem, os dados podem ser migrados diretamente do MySQL para seu fork (como MariaDB) como a maioria dos outros SGBDS.

Ferramentas de migração maduras da Oracle e de terceiros permitem ainda que o MySQL mova dados para dentro e para fora de uma infinidade de sistemas de armazenamento de uso geral, sejam eles projetados para serem locais ou baseados em nuvem. O MySQL pode ser implantado em ambientes virtualizados, distribuídos ou centralizados e pode até existir como uma biblioteca autônoma portátil para aprendizado, teste ou pequenos aplicativos.

A ampla compatibilidade do MySQL com todos esses outros sistemas e softwares o torna uma escolha particularmente prática para SGBD na maioria dos casos.

curso de php
Aprenda MySQL do jeito certo, com uma super didática e do conforto da sua casa!

2. Bancos de dados MySQL são relacionais

O principal fator que diferencia os bancos de dados relacionais de outras lojas digitais é a organização dos dados em alto nível. Bancos de dados como MySQL contêm registros em várias tabelas separadas e altamente codificadas, em vez de um único repositório abrangente ou coleção de documentos semi ou não estruturados.

Isso permite que o RDBMS otimize melhor as operações, como recuperação de dados, atualização de informações ou operações mais complexas, como agregações. Um modelo lógico é definido em cima de todo o conteúdo do banco de dados, como descrever os valores permitidos em várias colunas, as características das tabelas e visualizações ou como os índices de duas tabelas estão relacionados.

O modelo relacional continua popular por várias razões. Em vez de escrever meticulosamente cada etapa do programa que leva a esse resultado, eles fornecem aos usuários uma linguagem de programação declarativa e intuitiva – basicamente informando ao banco de dados o resultado desejado em uma linguagem semelhante ou pelo menos compreensível ao inglês escrito. Isso transfere a maior parte do trabalho para o mecanismo RDBMS e SQL, reforça melhor as regras lógicas e economiza recursos e mão de obra valiosos.

3. MySQL é de código aberto

A base de código MySQL de código aberto da Oracle é gratuita para uso, modificação, publicação e extensão por qualquer indivíduo ou empresa. Este software é lançado sob a GNU General Public License (GPL).

Para código MySQL que precisa ser integrado ou incluído em aplicativos comerciais (ou se o software de código aberto não for uma prioridade), as empresas podem adquirir uma versão comercialmente licenciada da Oracle.

MiniCurso Sujeito Prog Banner Dinâmico

Novamente, essas opções fornecem às organizações flexibilidade adicional caso decidam usar o MySQL. A natureza pública e baseada na comunidade dos lançamentos de código aberto enriquece a documentação do MySQL e a cultura de suporte online, ao mesmo tempo em que garante que os recursos em andamento ou recém-desenvolvidos não se afastem muito das necessidades atuais do usuário.

curso de php
Aprenda MySQL do jeito certo, com uma super didática e do conforto da sua casa!

4. MySQL é fácil de usar

Embora a natureza relacional do MySQL e a estrutura de armazenamento rígida resultante possam parecer limitantes, o paradigma tabular é provavelmente o mais intuitivo e, em última análise, permite maior usabilidade.

Na verdade, o MySQL faz muitos compromissos para suportar a maior variedade possível de estruturas de dados, desde tipos lógicos, numéricos, alfanuméricos, de data e hora padrão, mas ricos, até JSON ou dados geoespaciais mais avançados. Além de tipos de dados puros e ampla funcionalidade integrada, o ecossistema MySQL inclui ferramentas que facilitam tudo, desde gerenciamento de servidor até relatórios e análise de dados.

Independentemente da arquitetura abrangente do SGBD, os usuários sempre podem encontrar um recurso do MySQL que permite modelar e codificar seus dados conforme necessário. O MySQL continua sendo uma das tecnologias de banco de dados mais fáceis de aprender e usar.

SQL vs MySQL: Qual é a diferença?

O modelo relacional foi delineado pela primeira vez por Edgar F. Codd em um artigo de 1970. Logo depois, a IBM desenvolveu uma das primeiras linguagens de programação relacionadas a modelos de negócios, o SQL. Por um tempo, SQL foi a linguagem de banco de dados mais usada, adotada como padrão ANSI em 1986 e padrão ISO um ano depois.

SQL consiste em quatro sublinguagens, cada uma com um escopo diferente.

  • DQL: A linguagem de consulta de dados (DQL) é a mais familiar e é usada para executar consultas em bancos de dados e extrair informações de dados armazenados. Por exemplo, selecionando e retornando o valor máximo em uma coluna.
  • DDL: Uma linguagem de definição de dados (DDL) é usada para codificar estruturas e esquemas particulares de um banco de dados. Criar uma tabela ou definir tipos de dados é um exemplo.
  • DCL: Uma linguagem de controle de dados (DCL) define acesso, autorizações e permissões para usuários e processos que acessam o banco de dados, incluindo conceder privilégios de administrador ou restringir usuários a privilégios somente leitura.
  • DML: E, finalmente, uma linguagem de manipulação de dados (DML) é usada para fazer modificações em componentes existentes de um banco de dados, como inserir registros, atualizar valores em células ou excluir dados.

A empresa sueca MySQL AB lançou o MySQL pela primeira vez em 1995. Como muitos softwares de banco de dados que seguiram o surgimento inicial dos sistemas relacionais, o MySQL é apenas uma extensão do padrão SQL original, adicionando mais recursos, suporte, programação e outros processos, mecanismos de controle de fluxo e muito mais.

curso de php
Aprenda MySQL do jeito certo, com uma super didática e do conforto da sua casa!

A nuvem e o futuro do MySQL

O MySQL foi originalmente projetado para gerenciar bancos de dados massivos mais rapidamente do que o software de banco de dados existente. O MySQL tem sido usado em ambientes operacionais, transacionais e de produção exigentes por décadas, evoluindo com a migração de computação e armazenamento para a nuvem.

hostinger banner

Embora normalmente instalado em uma única máquina, o MySQL agora inclui suporte profundo para aplicativos distribuídos e está incluído na maioria das plataformas de dados em nuvem.

O banco de dados é uma tecnologia mais antiga em relação a muitas soluções de armazenamento e processamento de dados no mercado hoje, mas não mostra sinais de perda de popularidade ou utilidade. Na verdade, o MySQL ressurgiu recentemente em sistemas de armazenamento modernos mais especializados devido à sua velocidade, confiabilidade, facilidade de uso e ampla compatibilidade.

Leia também: Vale a pena aprender Golang hoje?

Conclusão

O MySQL é um software de gerenciamento de banco de dados relacional popular, testado pelo tempo, mas também moderno e completo. As empresas em todos os lugares o usam para armazenamento e processamento de dados corporativos de missão crítica, como back-end para aplicativos críticos voltados para o cliente e como parte de uma pilha de software da Web robusta e estabelecida.

Se sua empresa já está usando o banco de dados, ou está planejando um novo sistema ou migração para este RDBMS, a importância da integração de dados não pode ser subestimada. A Talend fornece um conjunto abrangente de aplicativos para gerenciar um ecossistema de dados de ponta a ponta, permitindo que as empresas coletem, transformem, gerenciem e compartilhem dados de qualquer sistema de forma rápida e confiável. Experimente o Talend Data Fabric hoje para um ecossistema de dados perfeito.

Conteúdo complementar

Neste vídeo eu mostro o curso citado no banner espalhado pelo artigo, lá você verá o módulo de banco de dados que tem como foco o MySQL:

COMPARTILHAR:
brayan

Brayan Monteiro

Bacharel em Sistemas de Informação pela Faculdade Maurício de Nassau e desenvolvedor PHP. Além de programador, produzo conteúdo e gerencio blogs. Sou especialista em desenvolvimento de software, SEO de sites e em negócios digitais.